domingo, 11 de março de 2018

Luas, segunda parte de Gênese Revisitada, poema 18

Segunda parte:    Luas

"Quem se eu gritasse. entre as legiões
de Anjos me ouviria?" 

"Todo Anjo é terrível. No entanto, ai de
mim eu vos invoco pássaros quase
mortais da alma, sabendo quem sois."
Rilke
o maior poeta de Praga, e meu.

Para o anjo viking desta  visitação.


cheia
terceiro sábado

Sete vezes dormiu e sonhou,
durante o cansaço.

Nada atormentou,
nenhum pesadelo.

Era real!




Gênese Revisitada, de Urhacy Faustino,
Editora Blocos, Maricá/RJ 1999

Nenhum comentário: