quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

E o pastor falou…

 

Acabei de assisti a entrevista da Gabi com o pastor: eu não tinha assistido. Só reforça minha indignação. Historicamente as religiões protestantes surgiram para questionar a igreja católica (fundadora do cristianismo). Ganharam força com Henrique VIII que rompeu com Roma quando o papa não anulou seu casamento com Catarina de Aragão para ele se casar novamente com Ana Bolena. Ao meu ver já começou tudo errado. A igreja católica deveria cobrar direitos de uso da Bíblia, escrita pelos apóstolos (novo testamento, até porque depois de Cristo, só o que interessa é o novo tentamento); deveria cobrar royalties pelo uso do nome de Cristo, afinal quem manteve vivo, por 1500 anos, antes do surgimento das religiões protestantes, o nome e os ensinamentos de Cristo foi a Igreja Católica. Isso se a gente for pensar em dinheiro, influência e poder. Por outro lado se a gente for pensar nos ensinamentos de Cristo observa-se um tremendo uso da palavra "sagrada" da forma mais incorreta possível: 1- Jesus não deixou nada escrito como sendo suas leis; 2 - tudo o que é feito, proferido, ensinado é totalmente incoerente com o verdadeiro proposito de Jesus: amar, respeitar, compartilha, etc, tudo isso sem nenhum envolvimento financeiro, apenas praticar o bem sem benefício pessoal. Masssssss a vida gira em torno de dinheiro, poder, influência... enfim, dúvidas, incerteza e divagações... Amém!

Nenhum comentário: